A Frutose na Dieta Fodmap


Todos sabemos que a Frutose é um açúcar. Mas será que conhecemos a razão pela qual é mal absorvida pelo intestino e quais os verdadeiros sintomas da Frutose na dieta fodmap?

Depois de no artigo anterior ter aprofundado mais sobre as intolerâncias da lactose na dieta fodmap. Neste artigo, passamos para outro açúcar fermentável também bastante conhecido, que é a Frutose.

Já tinha escrito sobre os efeitos nocivos deste açúcar quando consumido em excesso, mas a verdade é que também é muito comum haver pessoas com sensibilidade digestiva à Frutose. Principalmente, quando já sofrem de outros problemas intestinais. Então quais são exactamente os sintomas da Frutose na dieta fodmap?

O que é a Frutose?

A Frutose é um hidrato de carbono simples (monossacarídeo), ou seja, um açúcar simples também conhecido como o “açúcar da fruta”. Embora esteja mais presente nas frutas, este também pode ser encontrado em alguns cereais, legumes e no mel. Podendo também fazer parte da cadeia de açucares compostos como é o caso da sacarose (açúcar de cana).

O seu sabor é um dos mais doces dos açucares naturais, razão pela qual é utilizado como adoçante de bebidas, doces e outros produtos alimentares embalados. Além de ser um adoçante barato e fácil de desidratar. E ao contrário dos outros açucares, a Frutose é baixa em glicemia, sendo muito utilizado na dieta para diabéticos.

Porquê a Frutose é mal absorvida? E como pode afectar o nosso intestino?

Muitas pessoas apresentam alguma dificuldade em absorver completamente a Frutose, principalmente, quando esta se encontra em maiores quantidades. É chamado de malabsorção da Frutose.

Isto não significa que seja uma intolerância hereditária à Frutose, que é um problema mais grave e está em enzimas do fígado. Apenas tem a ver com a capacidade fisiológica da pessoa em absorver a Frutose em excesso no intestino delgado. Podendo ser um problema genético ou uma alteração da capacidade de transporte da parede intestinal. Deste modo, a Frutose que não é absorvida acumula-se no intestino grosso. E como é um açúcar bastante solúvel em água, vai fazer com que exista uma maior concentração de água presente (osmose), o que pode provocar diarreia e dor.

Por esta razão, a Frutose faz parte do grupo de açucares fermentáveis designados de Fodmaps e por norma está associada aos sintomas da síndrome do intestino irritável e sensibilidade alimentar.

fodmaps

Sintomas da má absorção da Frutose

Quando a Frutose não é absorvida totalmente, esta segue intacta para o intestino grosso. Podendo provocar o excesso de água que resulta em sintomas de diarreia e desconforto abdominal. Ou servir de comida favorita para as bactérias intestinais, que por sua vez vão produzir excesso de gases, inchaço, dor e flatulência. Assim, os sintomas mais comuns são:

  • Diarreia
  • Flatulência e inchaço
  • Desconforto e distensão abdominal
  • Vómito e náusea
  • Refluxo

Claro que a intensidade destes sintomas varia para cada pessoa, principalmente se tem um intestino sensível ou sofre do intestino irritável. E depende também da capacidade de absorção intestinal, assim como, da quantidade de Frutose ingerida.

Por outro lado, existem muitos casos de má absorção de Frutose aonde a sua condição ainda é mal diagnosticada e considerada apenas como sendo síndrome do intestino irritável ou intolerância à lactose ou ao glúten, pelo facto de todas terem sintomas muito similares. Pois, embora existam exames respiratórios de hidrogénio para testar a má absorção à Frutose, a sua veracidade é bastante questionável. Pelo menos é isso que os últimos estudos da universidade de Monash confirmam e revelam haver uma falta de consistência nos resultados destes exames, apesar de se tratar da mesma pessoa.

Como consumir a Frutose na dieta Fodmap

O aconselhado será reduzir o seu consumo na dieta fodmap, evitando os alimentos com excesso de Frutose. Sendo que o maior cuidado deverá ainda ser com a Frutose escondida em diversos alimentos processados em que esta é utilizada com adoçante. Refiro-me a sumos e refrigerantes, molhos, bolos e outros doces, etc.

Mas quem sofre de má absorção de Frutose, não significa que tenha de a eliminar completamente da sua dieta. Isto porque a frutose é bem absorvida pelo intestino quando está em conjunto com o outro açúcar que é a glicose. Ou seja, a Frutose sozinha não consegue ser bem absorvida, mas com a glicose, parece que esta a ajuda a ser transportada através da parede do intestino. Assim, desde que acompanhada pela glicose ou em menor quantidade que esta, a Fructose pode ser bem tolerada sem causar sintomas digestivos, desde que seja em quantidades moderadas. O mesmo já não acontece para alimentos ricos em Frutose em que é adicionada depois a mesma quantidade de glicose para equilibrar. Nestes casos, os pacientes testados apresentaram os mesmos sintomas de má absorção.

A tabela abaixo, mostra alguns bons exemplos dos alimentos com frutose e glicose e quais as quantidades testadas como sendo bem toleradas pelo intestino. Assim, segundo os estudos da universidade de Monash , os alimentos podem começar a causar sintomas se tiverem uma quantidade de 0,2g de Frutose acima da quantidade de glicose. O que é o caso de muitas das frutas que consumimos. Por isso, é que são recomendadas frutas baixas em Frutose na dieta fodmap ou então frutas com quantidades iguais dos açucares presentes, como por exemplo o kiwi e a laranja.

tabela de frutose na dieta fodmap

Os perigos de consumir Frutose em excesso

Já tinha escrito antes sobre os vários riscos para a saúde no consumo de Frutose em excesso, mas quero reforçar esta questão no caso da Frutose na dieta fodmap. Isto porque, embora seja possível absorver melhor a Frutose em conjunto com a glicose. Isso não significa que se possa consumi-la em quantidades exageradas. Pois, continua a ser um açúcar, que ingerido em excesso, vai contribuir para a origem de várias doenças graves de saúde.

O aconselhado é mesmo a moderação. Não digo que devem eliminar totalmente a Frutose da vossa alimentação, mas sim, seguir a quantidade máxima recomendada de 50g de açúcar por dia, dando preferência pelos alimentos naturais como a fruta e os vegetais. Por isso, reduzir a Frutose na dieta fodmap não deve apenas ser o consumo de fruta baixa em Frutose, como também deve-se ter em atenção às quantidades ingeridas a cada refeição. O melhor será mesmo limitar esse consumo a uma peça de fruta por refeição para evitar a ingestão em excesso de Frutose.

Desta forma e dependendo da sensibilidade do seu intestino, é possível manter o consumo variado de fruta e vegetais para uma dieta nutritiva e completa, sem os sintomas e efeitos negativos do excesso de Frutose.

Assim, espero que estas informações sejam uma boa ajuda para melhorar os vossos sintomas e para perceber como a má absorção da Frutose pode afectar o intestino.

Se desejarem, podem partilhem os vossos comentários e sugestões aqui abaixo ou na página do Facebook. 

Um bom fim de boa semana com novas conquistas e boa energia!

Nutri.Healthy.Alex

Artigos interessantes a ver

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *